Communard

Políticas, economias e ideologias

Archive for the ‘Reflexão’ Category

Os jornalistas idiotas do Nelson Jobim: quem cala consente?

leave a comment »

Nelson Jobim chamou jornalistas de idiotas. Cadê as diatribes alucinadas do Reinaldo Azevedo, cadê o ódio viscoso de Augusto Nunes, cadê os sarapatéis estéticos de Arnaldo Jabor, cadê os monólogos da ‘vizinha’ de Dora Kramer? O que explica seres humanos tão corajosos, críticos e ousados silenciarem tão cordialmente após serem qualificados como idiotas?

Não que eu discorde do Nelson Jobim, mas será que me surpreenderia se jornalistas tucanos admitissem que são idiotas? Ou melhor, que prefiram ser idiotas a sequer tentar se defender de uma injúria de um amigo pessoal de FHC e José Serra? Alías, quando Nelson Jobim os chamou de idiotas, foi justamente em um elogio ao FHC.

Procurei alguma palavra sobre o ocorrido nos envenenados ‘semões’ do muy crítico Reinaldo Azevedo, das duas uma: ou ele concorda com Nelson Jobim, ou ele não é tão idiota a ponto criticar seus patrões, mesmo se for para chegar em casa em ter que explicar para sua família porque, sendo um tão corajoso crítico do governo, se acha um completo idiota.

Parabéns aos idiotas, com certeza devem estar honrados com a menção de seu ministro tucano. Claro, que um jornalismo tão porco só poderia ser feito por pessoas com tal adjetivo. De fato Nelson Jobim, os idiotas do PIG não só perderam a modéstia, como graças a você, perderam também a dignidade.

Anúncios

Written by ocommunard

3 de julho de 2011 at 17:24

Publicado em Reflexão

Separatistas univos! Serra para presidente de São Paulo!

with one comment

Antes de mais nada, não confundir separar um estado-membro da união, com uma divisão(emancipação do Estado. A emancipação é uma reinvindicação das regiões pouco assistidas dado o gigantismo de alguns estados-membros. Já o separatismo é quando um estado-membro quer se ‘desmembrar’ da federação.

Serra deixou um grande legado político nas últimas eleições, entre eles podemos sumarizar: O nazi-udenismo (tal como os nazistas fizeram com os judeus, transformara o nordestino em sub-raça culpada por todos os males do país – e São Paulo, como a pátria do IV Reich, mas com métodos udenistas), o obscurantismo anti-abortista (que apesar da hipocrisia de ter uma mulher que abortou e ter assinado a única lei pro-abortiva no Brasil*, retroagiu em um século o nível do debate) e o mais hilário de toda herança cultural serrista: o atual movimento separatista de São Paulo. Serra fundou o movimento nazi-cripto-separatista.

Claro que é algo reduzido, elitizado, que não vai além de Higienópolis. A maioria dos paulsitas são ‘pessoas diferenciadas’ trabalhadoras e no máximo vítimas da massiva propaganda goebeliana-serrista arquitetada pelo Mensalão da Mídia**. Porém, a ganância de Serra em se tornar presidente da República não parece ter ignorado a possibilidade de conquistar da única maneira viável dentro de tal esquema, separar São Paulo do resto do país e assim, ser eleito o füher do IV Reich Teocrático de São Paulo com o apoio do PIG.

Confesso que sou profundamente favorável a essa bobagem, por 3 razões: 1) irá separar o PIG do resto do Brasil (a Globo já migrou ideologicamente para lá); 2) nos preservarão da epidemia do breganejo; 3) descobrirão que dependiam muito mais do Brasil do que o Brasil dependia deles. Assim, a catástrafe do separatismo irá levar o serrismo a extinção, dispertando os paulistas contra o goebelianismo do PIG.

Aliás, o grande mote dos separatistas está nesse ponto 3, que está em parte da declaração dos ataques do Pseudonymous*** é a de que supostamente São Paulo estaria sustentando quem? Isso mesmo, o mal de todos os males para o naziudenismo: o Nordeste. São Paulo arrecadaria mais impostos do que o Nordeste, mas o Nordeste recebe mais recursos que São Paulo. Se a comparação é entre toda uma região (nordeste) e um estado, seria matematicamente necessário que uma região recebesse mais recursos federais que um único estado-membro, mas…

Argumentos

Imposto progressivo supõe justamente sair dos mais ricos para ir para os mais pobre, é assim que se diminui as desigualdade sociais e regionais (o inverso seria cômico se não fosse trágico). Mas se querem o neoliberalismo, há 10 governos tucanos para cobrarem privatizações, desregulações e menos tributos, o que estão esperando? Vão cobrar o neoliberalismo de um partido que é eleito em todas as eleições atacando esse modelo? ‘Neoliberalismo no dos outros é refresco’? Pedir coerência a um serrista é como pedir um milagre.

São Paulo arrecada mais tributando o ICMS na origem, isso quer dizer que o crescimento recorde do Nordeste (segundo o Financial Times o Nordeste cresce a taxas ‘chinesas’) em qualquer compra na internet, por exemplo, o imposto do consumo do nordestino fica em São Paulo. O nordestino compra com seu dinheiro, um ‘dinheiro maior’ por conta do progresso de sua economia local governada pela esquerda, mas o tributo de tal dinheiro nordestino fica nos cofres públicos de São Paulo. Quem então depende de quem? Quando enfim os separatistas vencerem, você acha que alguma mercadoria do IV Reich sairá para o Brasil sem imposto de importação? A não ser que São Paulo se separe do Brasil para se integrar a união aduaneira do ‘terceiro-mundismo’ do Mercosul, o que seria a contradição da contradição.

Por fim, o serrismo (nazi-cripto-separatismo) tem um caldo cultural subjacente que abrange todo o tucanismo: o ‘colonialismo’. Isto é, a moral da subserviência ao império americano. Assim, o serrismo acabará por prejudicar essa moral tucana, já que o império os verão com menos relevância ao se tornar um estado menor. Esse argumento com certeza será um soco no estômago de qualquer serrista. Ele aceitam tudo, até mesmo uma decadência econômica sob os efeitos do separatismo, mas jamais aceitariam serem rebaixados aos olhos do seu amado império (mesmo que decadente).

A patuléia naziudenista afirma ainda que somos ‘ignorantes’ por sermos nordestinos. Somos ignorantes porque aprovamos o presidente de maior prestígio internacional dos últimos 50 anos, que realizou maior progresso social da história (retirou 30 milhões da miséria, transformou o país em um país de classe média, etc) e é elogiado em até jornais conservadores por sua condução econômica (Financial Times, The Economists, etc),  até mesmo por neoliberais como Varga Llosa. Mas a maioria dos paulistanos também aprovaram positivamente o governo Lula. Mas se quiserem verificar as notas de ENEM de nossas faculdades, o índice de nordestinos passando em concursos nacionais, ou ingressando no ITA, o vencendo olimpíadas científicas, fiquem a vontade. Ou ainda comparar o número de artistas, intelectuais, literatos com o seu Estado, fiquem também a vontade. Apesar de históricas dificuldades sociais que só agora estamos superando, sabemos da grande contribuição intelectual, cultural e artístico do Nordeste. Não diminuiremos São Paulo por causa disso, não alimentamos separatismos por causa de um desempenho menor de São Paulo em crescimento e redução da miséria, porque somos solidários, porque acreditamos na causa da justiça social e isso abrange também aos trabalhadores paulistas, apesar de mesmo sob um preconceito absurdamente sem fundamento a recíproca não seja verdadeira. Pois, se de um lado o pior da política nacional, o malufismo, é paulista; por outro, a ‘vanguarda’ nacional, o petismo, nasceu também aí – ainda que depois tenha se expandido paulatinamente por todo o Brasil e seja hoje um partido totalmente nacional.

Não podemos dizer o mesmo dos tucanos, vide o divisionismo entre o tucanato mineiro e o tucanato paulista. Aliás, alimentado por quêm? Ele, o divisionista-mor do país: ave Serra!

Os nazi-cripto-separatistas fiquem a vontade em se separarem do país, se pedirem o nosso voto, nós apoiaremos o desejo da maioria. E fiquem a vontade ainda mesmo em se tornarem um estado-membro dos EUA, como com certeza preferem. Sei que terão profundo alívio em se desmembrar de um país que cresce distribuindo renda com democracia plena, e se tornar membro de um país em crise, com desemprego crescendo e uma dívida que já estorou o teto, cujo seu atual presidente definiu Lula como ‘o cara’.

Isso mesmo, Lula, o nordestino, operário e socialista: o objeto de ódio dos serristas. Depois da eleição, é claro, porque na eleição Serra era o Zé do Lula que estava, segundo ele, ‘acima do bem e do mal’. Agora Serra diz que o Lula ‘acima do bem e do mal’ da Silva deixou uma herança-maldita que ele tanto queria herdar nas últimas eleições.

Mas a incoerência não irá deter o serristas, aliás, nunca deteve…

* a lei que autoriza o aborto em casos condicionais, foi feita por ele
** http://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&cd=1&ved=0CBoQFjAA&url=http%3A%2F%2Foneoproletario.wordpress.com%2F2010%2F09%2F22%2Fo-mensalao-da-midia%2F&ei=hT4PTvKbA6Lg0QGzr72bDg&usg=AFQjCNELm7rVWIRXl9xIPFbiFIMRp9mN7g&sig2=Utlcnzz_adYVIDi7xpRttA
*** Em um dos ataques do Lulzsecbrasil, conhecido como Pseudonymous****, havia lançado uma tabela em que tentava provar que São Paulo levava o Nordeste nas costas, e quem leva São Paulo nas costas se não os nordestinos que estão ocupando as profissões mais pesadas?
**** http://oneoproletario.wordpress.com/2011/07/02/pseudonymous-o-outro-nome-do-ai-5-digital/

Written by ocommunard

2 de julho de 2011 at 15:54

Publicado em Reflexão

O alto preço conservador da farsa contra Strauss-Kahn

leave a comment »

Strauss-Kahn era daquela leva de “socialista moderado” que tem no Tony Blair seu modelo perfeito. De neoliberal ele tem tudo, do discurso a prática, menos a filiação partidária. Com a farsa desmascarada contra Strauss-Kahn, o monstruoso culpado pode se tornar em uma vítima de proporções épicas.

A direita americana, principal supeita de colaboração ou autoria da farsa, em sua ganância política, perdera um esquerdista domesticado aos moldes de Tony Blair, Socrates, Zapatero, Popandreou – e acabou de ganhar um radical que ou se tornando presidente não esquecerá as marcas do ultraje americno, ou provavelmente apoiará e fortalecerá a candidatura de Martine Aubry, a alternativa mais a esquerda no Partido Socialista (foi ela a mentora da ousada jornada de 35 horas na França).

A cada dia vemos que toda tentativa de manipulação e interferência política leva a uma reação popular ainda mais radical. Vejamos o caso de Honduras, os EUA apoiaram o golpe que derrubou Zelaya apenas por ele ter se ‘aproximado’ da Venezuela. Agora ele volta ao país como herói nacional em um frente muito mais esquerdista do que ele jamais poderia imaginar, defendendo posições mais radicais que jamais almejaria antes de ter sofrido tudo o que passou.

No caso do Brasil, o PIG conseguiu dois feitos, ao mesmo tempo que o avanço de suas manipulações sacrificava sua credibilidade (portanto, influência), legou a seu objeto de ódio político, Luis Inácio Lula da Silva, o maior índice de aprovação da história do país. Mais de 80% de boa avaliação de seu governo, isso sob intensos, constantes e caluniosos ataques. O PIG, a tática serrista do eterno futuro presidente, realizou a eutanasia da direita.

Os povos latino-americanos avançam solidamente para a esquerda, porque tem garantido sua evolução política na substimação permanente de nossa inteligência. Direita brasileira, continue assim pelo menos por mais uns 20 anos.

* A direita americana ajudou na eleição de Sarkozy

Written by ocommunard

2 de julho de 2011 at 14:10

Publicado em Reflexão

Pseudonymous: o outro nome do AI-5 digital

with one comment

Em um outro artigo meu, um tanto indignado, afirmei que o anonymous-brasil era um antonymous porque inversamente a versão internacional que era progressista, atacando aqueles que atacavam o Wikileaks – a versão brasileira que chamei de antonymous atacava a esquerda no poder, governo esse que foi o único a defender o Wikileaks. Percebo agora que fui até generoso na crítica, apesar de estar visivelmente furioso.

Qual a explicação de um grupo que defende a ‘nova mídia’ atacar os governos petistas quando estes defendem a blogsfera, a massificação da banda larga (PNBL), o diálogo propondo um Hacker’s Day, além do próprio Wikileaks. Enquanto poupam os tucanos que nos chamam de ‘blogs sujos’, insistem em confundir hacker com cracker ignorando até a definição no Wikipedia, e o que é pior, querem censurar a internet com um AI-5 digital do tucano Azeredo.

Mesmo sendo de iniciativa de um senador do PSDB o projeto que irá censurar a internet brasileira e criminalizar o compartilhamento de arquivos, o Lulzsecbrasil não ataca tucanos nem demistas que ofendem, caluniam e distorcem os internautas brasileiros.

Mas mais do que uma mera incoerência, a volta do projeto do AI-5 digital justamente alegando os próprios ataques, vazamentos de emails, etc como justificativa só prova uma coisa ainda mais grave do que uma suposta alienação, desinformação ou partidarismo, eles não eram um antonymous da versão original, eram apenas um pseudonymous para o AI-5 digital, eram o álibe do ato, como mais do que provado com o oportunismo de Azeredo em usar os ataques para desengavetar o golpe.

As notícias sobre a invasão e vazamento dos emails de Dilma e Dirceu nas eleições de 2010 e só noticiado agora, justamente agora, com o retorno do projeto do AI-5 digital – demonstra que a relação entre o lulzsecbrasil e a direita brasileira vai além da mera simpatia, agora está claramente comprovada e confessa a conspiração. A gravidade política do fato só é proporcional com a lamentável passividade do governo que elegemos, e o que é pior, estão caindo no golpe do AI-5 digital, pois com declarações como a do Walter Pinheiro(PT-BA), apesar de declarar que prefere a prevenção, já começou a dar voz aos argumentos de criminalização defendidos pelo AI-5 digital de Azeredo.

O pseudonymous é o golpe, mas muito menos ingênuo, alienado e estúpido do que imaginei. Mais do que propagandearem a favor da queda de um governo democraticamente eleito, com aquele tipo de ‘revolução democrática’ ao estilo da ditadura militar, eles conspiraram abertamente com a imprensa conservadora e os partidos direitistas admitidos pela próprios publicamente em uma das mais sórdidas ações políticas dos últimos anos. Falam em democracia sem respeitar os eleitos democraticamente, falam em povo atacando os representantes que o povo elegeu, mas sempre seletivamente.

Quando nosso ministério público entrará com a acusação de cumplicidade penal em não denunciar um vazamento ilegal? Ou mais estranho ainda, vocês viram a invasão do Twitter do Serra? Leram as ‘terríveis ofensas’? Eis as ofensas do terrível invasor: ‘Parabéns FHC’, ‘Twitter do Serra foi invadido’, e a terceira era um site que apenas dizia ‘Twitter do Serra foi invadido’. Não é de estranhar uma invasão tão cordial e inútil quanto essa, logo agora que começa a revelar as relações entre os cyber-reacionários e os demotucanos? Se nos ataques cyber-terroristas ao PT havia o álibe do AI-5 digital, fazer com que a base governista mais numerosa aprovasse a criminalização da internet, agora temos o álibe de tentar blindar o José Serra como possível colaborador desses mesmos cyber-terroristas justamente quando as relações entre a campanha demotucana e os crackers chegou a público. Aliás, o pobre coitado também foi uma vítima, não é? E que vítima!

Written by ocommunard

2 de julho de 2011 at 12:43

Publicado em Reflexão

Esquerdismo da direita condenou Strauss-Kahn, by revista Veja

leave a comment »

A imprensa mundial, sobretudo a americana, está em crise de consciência por conta do caso Strauss-Kahn, já a imprensa conservadora brasileira (Veja, Globo, Estadão e Folha) a muito tempo não conhece tais escrúpulos, e pela primeira vez discorda da metrópole. Segundo o Rei-Azedo da Veja, seguido do plágio de Jambôu da Globo, o socialista Straus-Kahn foi prejulgado pela moral socialista da imprensa mundial… ora, eles dizem, era um rico branco europeu contra uma pobre negra africana…

Entendeu? Eu explico melhor…

O Rei-Azedo está querendo dizer que a moral socialista da Fox News e da Revista Veja turvou o princípio constitucional de presunção da inocência, inclusive de socialistas como Rei-Azedo e Arnaldo Jambôu. Enquanto os socialistas explícitos desconfiavam da lisura da denúncia, defendiam a presunção de inocência e até acusavam uma conspiração, claro, então nós, esquerdistas, estávamos contra o ‘pobrismo’ e a favor do ‘riquismo’, nós defendemos os poderosos sem presunção de inocência, e eles, os humildes com prejulgamento sumário. Isto é, os ‘pobristas’ defendendo o rico apenas por causa de um detalhe elitista de ‘presunção de inocência’, e eles estavam condenando sumariamente Strauss-Kahn porque em midias como a Fox News estão empreguinadas de moral socialista, de defesa dos pobres contra os ricos, e sobretudo, porque eles são publicamente defensores absolutistas do ‘politicamente correto’. Vejam só!

Existe cúmulo maior para tal cara de pau?

Quer dizer que um político mais cotado para ser presidente socialista a presidência da França, as vésperas do processo de definição de pré-candidatos, recebe uma denúncia sem provas em um país que não disfarça seu repúdio ao socialismo*** é pre-julgado pela imprensa de direita, sendo privado de um dos mais basilares direitos humanos que é a presunção de inocência, então a culpa não é deles, é da nossa moral socialista? Quer dizer que a presunção de inocência foi ferida apenas por uma moral socialista da imprensa liberal? Em um país como os EUA que define tributar ricos como ‘penalizar o sucesso’, um país que vê a pobreza apenas como resultado da falta de competência dos pobres de algariar seu próprio sucesso pessoal? É na imprensa da pátria do liberalismo que houve tal prejulgamento socialista, enquanto os socialistas de fato sempre acusaram ou pelo menos desconfiaram da denúncia? (houve alguém socialista de carne e osso que prejulgou Strauss-Kahn? cadê?)

O Rei-Azedo vai além, sugere que ele desde o começo haveria suspeitado da fraude, meio a contra-gosto ideológico. A suspeita dele só veio a tona quando tomou o mundo a mesma suspeita, justamente depois da notícia de que a agressão sexual se deu por ‘sexo oral’, uma situação muito suspeita para quem não quer ser castrado. O Jambôu apenas se limitou a plagiar literalmente o Rei-Azedo, o mesmo que o ofende sem cerimônias sempre que não concorda com ele.

Foi a esquerda e a imprensa progressista que desde sempre desconfiou da visível e pré-visível farsa, já é de conhecimento público o apoio de Bush a eleição de Sarkozy com as intervenções de Karl Rove nas últimas eleições francesas. A suspeita, para todos os esquerdistas do mundo, sempre esteve contra as denúncias e favor da presunção de inocência. O verdadeiro questionamento que emergira na comprovação da farsa é, porque os EUA ou mais especificamente a direita americana temem tanto o socialismo francês a ponto de dar cabo a uma farsa dessas proporções? Porque o socialismo francês atual não partilha do neoliberalismo da ‘terceira via’? Porque são mais ideologicamente influentes e coerentes?

Todos os socialistas que tomaram o poder recentemente na UE eram partidários do ‘novo trabalhismo’, a terceira via que se demonstrou via única para o pensamento único neoliberal, tais como Portugal, Espanha, Grécia, o frágil e raṕido governo da centro-esquerda italiana, etc. Mas os próprios pais ideológicos rejeitaram o ‘neoliberalismo vermelho’ com a eleição de Ed Miliband (contra todos os prognósticos). Isso abre o leque para um novo ciclo do socialismo europeu, já francamente em oposição ao neoliberalismo – e não há melhor país para iniciar tal ciclo do que a França, convenhamos.

Porém, para a nossa inconsciente direita, nada disso é verdade, pois mais uma vez, para nossa direita que apostava tudo na condenação sumária de Strauss-Kahn, tudo que ocorrera nesse episódio nada mais foi do que um socialista sendo vítima da moral socialista de uma imprensa anti-socialista. Se você cair nessa, eles apenas vão brindar e dizer: ‘pegamos mais um otário’.

Written by ocommunard

2 de julho de 2011 at 11:58

Publicado em Reflexão

FX-3 e o 'sonho' de um Sukhoi PAK-FA

with 8 comments

O avião indo-russo Sukhoi PAK-FA T-50 é o único caça de última geração que garante a completa transferência de tecnologia para o FX-3. O retrospecto em transferência de tecnologia, sobretudo com os franceses[2] não vai além, na melhor das hipóteses, de um estelionato amigável. Segundo a opinião do Brig R1 Teomar Fonseca Quírico, tratando ainda sobre o FX-2 (cujo o PAK-FA não participara), afirmava que a mais promissora transferência de tecnologia estava na proposta do Gripen NG, justamente por ainda não estar construído, garantindo a participação brasileira no processo – porém é o mais arriscado pois seus custos são imprevisíveis.

A vantagem do PAK-FA é que além de ser um projeto bi-nacional de comprovada transferência tecnológica dos russos aos indianos e estar em fase ainda de construção, já existe um protótipo completamente funcional[1], com isso se tem o melhor dos dois mundos. Tem a vantagem ainda de ser um projeto que pode ser ampliado a todos os BRICS, adicionando a África do Sul, novo parceiro do grupo. Excetuando a China que já tem um projeto próprio de avião de 5a geração (o que ainda poderia ser tentando o convencimento em favor de um caça único dos BRICS, em favor da economia que a união traria).

Fora o PAK FA, existe apenas dois projetos de aviões de 5a geração no mundo, o americano F-35, e o chinês J-XX. A versão americana envolveu tantos custos que está mais próximo de um elefante branco, e a versão chinesa é apenas para chinês ver, dado o seu sigilo.

PAK-FA fora excluída da FX-2 por pressão política dos EUA que via com desconfiança o acordo logo depois de compras massivas da Venezuela com a Rússia de vários aviões e armamentos. Agora, baixado a poeira, o Brasil pode ter a oportunidade de renovar os seus caças com o que há de melhor no mundo e com total garantia de transferência de tecnologia.

Em entrevista coletiva, o chefe da delegação Russa, Alexander Fomin Vice-Diretor da Agência Federal de Cooperação técnico militar Russa, detalhou que as portas estão abertas ao Brasil caso queira participar no desenvolvimento do caça de 5ª Geração PAK FA /FGFA.

“Lidamos com a proposta deste projeto… estamos prontos não só para transferir as tecnologias mas sim construir juntos o avião da quinta geração. Não só transferir a tecnologia de montagem das peças sobressalentes, mas sim desenhar e fabricar juntos o caça de 5ª geração“. [3]

Ora de nós fazermos pressão no governo para que o Brasil tenha o que é sem dúvida a melhor alternativa para nossa aeronáutica.

“Sonho que se sonha junto é realidade”

[1] http://www.aereo.jor.br/2011/03/17/primeiro-voo-supersonico-do-pak-fa/
[2] http://www.aereo.jor.br/2010/01/27/uma-opiniao-sobre-o-fx-2/
[3] http://www.hardmob.com.br/threads/416847-Brasil-no-programa-PAK-FA-caso-o-Brasil-opte-por-um-FX-3

Written by ocommunard

1 de julho de 2011 at 2:01

Publicado em Reflexão

Serra denuncia conspiração planetária ao responder sobre o Wikileaks

leave a comment »

Ao ser questionado sobre o vazamento do Wikileaks aonde tentou transformar o Estado de São Paulo em um colônia Americana, de tal modo que a própria embaixada americana, que não tem nenhum zelo pela soberania alheia, exigiu que ele antes pedisse autorização ao governo federal – Serra respondeu ao resporter que no Wikileaks “há um vazamento seletivo”, levantando a suspeita de que, vejam só, Wikileaks é na verdade um órgão petista, e Assange é na verdade um ex-sindicalista do ABC que foi transportado ao corpo de um jovem australiano.

Essa conspiração universal teria se iniciado com outro petista, o presidente Obama, que havia seletivamente afirmado que Lula ‘é o cara’. Serra tentou neutralizar o golpe procurando o apoio de um grande intelectual e político americano, Arnold Schwarzenegger, que se comprometeu cooperar no mesmo nível de seus filmes Cult como o “Exterminador do Futuro”.

Sem nenhuma defesa, além do frágil apoio de 80% da mídia nacional e da ‘imparcialidade’ da revista Veja, tentou dissipar a propaganda petista em jornais ultra-esquerdistas com o Financial Times, The Economists, que insistiam em elogiar o governo Lula pelos seus feitos. Além da ONU, os BRICS e o G20 que já eram claramente instituições ultra-comunistas controladas por José Dirceu.

Serra tentou por todas as vias denunciar o mega esquema de compra de votos dos 80% de apoio da população ao PT realizado pelo expúrio crescimento econômico, geração de emprego, diminuição da desigualdade, entre outros crimes.

Agora a Folha se pergunta, o que farão agora os bastardos do Anonymous, os Antonymous (lulzsecbrasil)? Atacarão o site do Wikileaks que foi o mais defendido por seu pai, os Anonymous (lulzsec)?

Written by ocommunard

1 de julho de 2011 at 0:52

Publicado em Reflexão