Communard

Políticas, economias e ideologias

O epitáfio de um debate: como stalinitas debatem com comunistas

with one comment

Esse o link com o texto original que responderei a seguir.
http://republicasocialista.blogspot.com.br/2013/01/resposta-ao-connard.html

Em meus últimos artigos tentei travar um debate franco com o Ícaro do blog República Socialista. Porém, em sua última resposta (injúria) publicada em seu blog eu sequer fui informado. Não só não fui informado, como o meu comentário lamentando o comportamento sequer foi liberado no blog. O autor da resposta é o tal Lúcio Jr, um fiel seguidor do método histérico-dialético (bem típico dessa pequena-burguesia de partido de vanguarda). Até então acreditava que o Ícaro estivesse nesse debate com a mesma franqueza com que eu estava, ao publicar essa “Resposta”, ele foi finalmente honesto. Vamos aos tais argumentos lapidares do tal Lúcio Jr, o coveiro desse debate.

Questionei, outro dia, um tal “communard” por desejar que não se falasse sobre Stálin no Portal O Vermelho, do PC do B. Ele me chamou de “stalinista” e depois cortou minha resposta, o “connard” (bobão, em francês).

É tão nonsense essa acusação de que “não se falasse sobre Stalin” que o tema do próprio artigo é justamente o próprio Stalin! O que eu debati foi a leitura que eles fazem do mesmo. Depois vem duas acusações ainda piores, a de que o “chamei” de stalinista e de que cortei sua resposta. A primeira, só poderia ser um insulto para um anti-stalinista (como eu), mas tratei detidamente sobre o uso esse termo duas vezes nas últimas respostas (obviamente, o tal de Lúcio Jr sequer mencionou isso).

E por último me acusa de ter cortado a resposta dele. Os próprios leitores e ainda o próprio Ícaro, lendo os comentários e os artigos, verão que ocorrera certamente o oposto, e o último comentário dele ficou em aberto, pois pedi para que ele argumentasse contra o meu artigo (coisa que não fez e coisa que o Ícaro também acabou de desistir de fazer). Cheguei inclusive a publicar a carta aberta de Ícaro (camaradagem que não foi mútua). E para alcançar o cúmulo, a prova que ele apresenta no link sobre tais acusações é justamente o próprio artigo do Ícaro publicado no blog!

Stalin está na história e em boa parte na origem do PC do B, que podemos dizer que se formou ideologicamente em 62. Ele, que se diz sociald-democrata, já me etiquetou de stalinista logo de saída. O texto dele está aqui:

Ele afirma que eu me declarei “social-democrata”. Eu, social-democrata!? Se eu fosse um porque criaria um blog chamado “O Communard”? Só posso chegar a conclusão é de que se eu cito Marx para demonstrar que a maioria dos teóricos bolchevistas (sobretudo, os stalinistas) são não só são diferentes, mas defende teses opostas a Marx… ah, claro, isso me faz um “social-democrata”.

Eu decidi não perder tempo com tantos argumentos de um social-democrata. Para ele, a revolução de 17 não deveria ter acontecido, assim como, embora ele poupe Trotsky, ele insiste na tal da revolução permanente ( teoria de Trotsky!!!). Ele é contra Lenin, Stalin e “Trotsky caiu com a URSS”, mas se diz comunista. E ainda pontifica que não se deveria falar em Stálin. Por que não largar o PC do B e ir para um partido social-democrata, meu chapa???

Uma vez decretado que eu sou um social-democrata (claro, para que provar isso ou qualquer outra coisa), ele chega a nível máximo da psicose, afirma que para mim a “revolução de 17 não deveria ter acontecido”. Primeiro, se afirmei (baseado em Marx) que as revoluções são fruto das contradições entre as relações de produção e forças produtivas, logo a revolução de 17 não depende de querer ou não querer (não é um arroubo voluntarista-burguês). Porém, o que afirmo é que as teses bolchevistas sobre tal revolução são completamente anti-marxistas, isso eu demonstrei com as palavras do próprio Marx. E de que, portanto, a tal revolução não foi e nem poderia ter sido comunista nos termos de Marx.

Realmente impressiona que para ele, ser contra o bolchevismo ou mesmo não ser bolchevista é algo completamente impossível para um comunista, que seria totalmente ilógico alguém ser comunista sem ser bolchevista, o que me leva a crer que o próprio Marx e Engels não existiram para ele. O meu comunismo se baseia no trabalho científico de Marx e Engels, se no bolchevismo houvesse alguma coerência com esse trabalho teórico-prático, não teria nenhuma restrição em apoiar (pelo contrário). Mas fundir a Revolução de Outubro (Marx deixa claro que quem faz revolução é o povo!) com a adoração acrítica ao que declarou Stalin é algo de um fundamentalismo religioso histrionicamente burguês.

O que se pode dizer para alguém assim? Por que há tantos social-democratas, ou seja, liberais reformistas, em partidos comunistas no Brasil? E o pior, para ele, “estatismo” é algo ruim, que o Marx que ele cria só para si (Marx é ele) rejeitava. Mas um social-democrata de verdade é a favor do estado empresário, do estado de bem-estar social.

A confusão mental de Lúcio Jr nessa passagem faz ou não faz crer que esse texto foi escrito em algum hospício? Não, porque afirmar que sou social-democrata e ainda declarar que isto é o mesmo que um liberal reformista, a não ser que não tenha a menor ideia do que seja um e outro. Ele disse que para mim o “estatismo é algo ruim”, nunca disse nem diria isso, afirmei que para Marx o “socialismo de Estado” é um uma doutrina lassaleana completamente equivocada. Sou completamente favorável as conquistas dos trabalhadores arrancadas nesse tal de “estado de bem-estar social”, como sufrágio universal, seguro-desemprego, salário mínimo e redução da jornada. Alias, a grande bandeira da Primeira Internacional foi justamente a redução da jornada de trabalho para 8 horas (você é contra isso?).

O que há é que esse “reformismo” tem um limite que é o próprio capital (um limite variável, pois as potências podem exportar para as colônias a face mais cruel da exploração, como afirma Marx), e na crise atual (a atual crise fiscal euro-americana) o Estado social está em oposição crítica com o capital, não é mais compatível com o capital, ou se amputa a seguridade social (cortando gastos sociais, direitos trabalhistas, etc) ou se amputa o capital (tributando os mais ricos). Essa contradição entre o capital e o trabalho, que alguns ideólogos burgueses se apressaram em afirmar superada (o tal do fim da história), apenas empurraram com a barriga e cada vez mais se aproxima do limite.

Ou seja: o bobo “connard”), é um neoliberal fraudador, expert em sofistarias, se escondendo atrás do nome de Marx.

Vejam a que ponto chegamos: as pessoas estão num partido comunista, mas são na verdade neoliberais governistas. E ainda se permitem cobrar dos outros o que pode e o que não pode.

Essas últimas palavras demonstram bem quem é Communard e quem é o Conard em questão. Pelo menos, hoje, vemos um avanço civilizatório nos stalinistas, enquanto antes o stalinismo punia com a morte ou com trabalhos forçados os heréticos, vemos que hoje os stalinistas-micaretas punem a heresia apenas com difamações infantis do tipo: neoliberal fraudador, Expert em sofistarias e bla, bla, bla… não há mais dano físico, apenas mental, e o que é melhor, o dano mental atinge o próprio carrasco. Assim, me despeço desse debate impossível. Se esse debate deixou algum ensinamento  foi o de nos ensinar como se comporta essa seita em pleno século XXI e o de confirmar minha crítica radical a esse bonapartismo anacrônico.

Saudações comunistas

Anúncios

Written by ocommunard

26 de janeiro de 2013 às 14:09

Publicado em Sem categoria

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Eu vou escrever uma resenha sobre a carta chinesa e te responder, ponto por ponto. saudações.

    Lúcio Jr

    3 de fevereiro de 2013 at 16:33


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: