Communard

Políticas, economias e ideologias

Comédia: Veja chama Christopher Hitchens de “Reinaldo Azevedo deles”.

with one comment

Uma matéria da Veja [1], não assinada por ninguém (ou foi editorial ou foi um ato de auto-bajulação?). Segundo a matéria anônima, “Como o Reinaldo aqui do site, Hitchens era prolífico, polêmico, temível no combate – ‘um dos retóricos mais aterrorizantes que o mundo já viu’ “.

Vamos às comparações, caro leitor, tire suas próprias conclusões.

1) Hitchens é um jornalista de renome internacional, você acha, caro leitor, que o Reinaldo Azevedo, admitindo que ele hipoteticamente seja um jornalista, ele tenha, pelo menos, renome nacional?

2) Hitchens é um ateísta, mas não somente um mero ateísta, ele é um anti-teísta convicto, atuante e inflexível. Sua mais famosa obra se chama nada menos que “Deus não é grande”. Já o Reinaldo Azevedo, basta dizer, estava fazendo coro carola contra o aborto e outra beatices.

3) Hitchens foi, sim, acusado algumas vezes de ser um conservador (ou neocon, mas especificamente), tão somente por ter defendido a Guerra no Iraque (mas motivado por sua visão ateísta e sua análise crítica da religiosidade na política do Oriente Médio). Não só ele negou o rótulo afirmando: “eu não sou tipo algum de conservador”, como rebateu os críticos os chamando de “estalinistas sem remorsos”. Já o Tio Rei não cansa de pregar os valores do conservadorismo e a se queixar da auto-destruição da direita brasileira.

Só há um único ponto em comum, ambos são ex-trotskistas. Porém, Hitchens mudou de ideologia, mas não mudou de lado. Não há nada mais a fazer além de rir da decadência metórica desse panfleto direitista.

fontes:
[1] http://veja.abril.com.br/noticia/celebridades/christopher-hitchens-o-reinaldo-azevedo-deles

Anúncios

Written by ocommunard

17 de dezembro de 2011 às 0:22

Publicado em Sem categoria

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Hitchens é, para mim, claramente direitista, mas quando posso leio suas colunas, pois tem erudição e escreve bem- e apenas um sectário obtuso para negar essas qualidades. Situo ele ao lado de Robert Fisk (este, progressista) dentre os jornalistas -principalmente do estilo “jornalismo literário”- que me agradam.

    TEJO

    17 de dezembro de 2011 at 15:10


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: