Communard

Políticas, economias e ideologias

CS da ONU: ampliação ou fim do veto?

leave a comment »

O debate atual em que se centra a questão da reforma é o de incluir o número de assentos permanentes da ONU, isto é, aumentar o número de países com poder de veto. Mas o real problema permanece, o poder de veto transforma qualquer país com assento permanente é um poder absoluto ad-hoc. Basta que apenas um vete para que uma demanda, tal como a atual demanda Palestina, seja anulada.

Atualmente, uma decisão do CS da ONU, que é uma espécie de ‘presidência’ da ONU, deve receber 2/3 dos votos e não receber nenhum veto, ora, está aí a raiz do problema. Mais do que ter ou não um assento permanente ou rotatório, é o poder de veto que embarga as mais importantes decisões da ONU a sabotando continuamente como uma instância multilateral legítima. Com o fim do poder de veto, se alcançaria a vitória mais importante da democratização da ONU, através dela todas as outras reformas se tornariam viáveis (até a própria ampliação dos assentos permanentes).

Atualmente, vivemos um incrível impasse aonde um único país do mundo, por conta do atual poder de veto, é capaz de embargar o desejo legítimo reconhecido pela esmagadora maioria de nações, da adesão da Palestina como um Estado pleno da ONU.

Anúncios

Written by ocommunard

25 de setembro de 2011 às 17:57

Publicado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: