Communard

Políticas, economias e ideologias

Esquerdismo da direita condenou Strauss-Kahn, by revista Veja

leave a comment »

A imprensa mundial, sobretudo a americana, está em crise de consciência por conta do caso Strauss-Kahn, já a imprensa conservadora brasileira (Veja, Globo, Estadão e Folha) a muito tempo não conhece tais escrúpulos, e pela primeira vez discorda da metrópole. Segundo o Rei-Azedo da Veja, seguido do plágio de Jambôu da Globo, o socialista Straus-Kahn foi prejulgado pela moral socialista da imprensa mundial… ora, eles dizem, era um rico branco europeu contra uma pobre negra africana…

Entendeu? Eu explico melhor…

O Rei-Azedo está querendo dizer que a moral socialista da Fox News e da Revista Veja turvou o princípio constitucional de presunção da inocência, inclusive de socialistas como Rei-Azedo e Arnaldo Jambôu. Enquanto os socialistas explícitos desconfiavam da lisura da denúncia, defendiam a presunção de inocência e até acusavam uma conspiração, claro, então nós, esquerdistas, estávamos contra o ‘pobrismo’ e a favor do ‘riquismo’, nós defendemos os poderosos sem presunção de inocência, e eles, os humildes com prejulgamento sumário. Isto é, os ‘pobristas’ defendendo o rico apenas por causa de um detalhe elitista de ‘presunção de inocência’, e eles estavam condenando sumariamente Strauss-Kahn porque em midias como a Fox News estão empreguinadas de moral socialista, de defesa dos pobres contra os ricos, e sobretudo, porque eles são publicamente defensores absolutistas do ‘politicamente correto’. Vejam só!

Existe cúmulo maior para tal cara de pau?

Quer dizer que um político mais cotado para ser presidente socialista a presidência da França, as vésperas do processo de definição de pré-candidatos, recebe uma denúncia sem provas em um país que não disfarça seu repúdio ao socialismo*** é pre-julgado pela imprensa de direita, sendo privado de um dos mais basilares direitos humanos que é a presunção de inocência, então a culpa não é deles, é da nossa moral socialista? Quer dizer que a presunção de inocência foi ferida apenas por uma moral socialista da imprensa liberal? Em um país como os EUA que define tributar ricos como ‘penalizar o sucesso’, um país que vê a pobreza apenas como resultado da falta de competência dos pobres de algariar seu próprio sucesso pessoal? É na imprensa da pátria do liberalismo que houve tal prejulgamento socialista, enquanto os socialistas de fato sempre acusaram ou pelo menos desconfiaram da denúncia? (houve alguém socialista de carne e osso que prejulgou Strauss-Kahn? cadê?)

O Rei-Azedo vai além, sugere que ele desde o começo haveria suspeitado da fraude, meio a contra-gosto ideológico. A suspeita dele só veio a tona quando tomou o mundo a mesma suspeita, justamente depois da notícia de que a agressão sexual se deu por ‘sexo oral’, uma situação muito suspeita para quem não quer ser castrado. O Jambôu apenas se limitou a plagiar literalmente o Rei-Azedo, o mesmo que o ofende sem cerimônias sempre que não concorda com ele.

Foi a esquerda e a imprensa progressista que desde sempre desconfiou da visível e pré-visível farsa, já é de conhecimento público o apoio de Bush a eleição de Sarkozy com as intervenções de Karl Rove nas últimas eleições francesas. A suspeita, para todos os esquerdistas do mundo, sempre esteve contra as denúncias e favor da presunção de inocência. O verdadeiro questionamento que emergira na comprovação da farsa é, porque os EUA ou mais especificamente a direita americana temem tanto o socialismo francês a ponto de dar cabo a uma farsa dessas proporções? Porque o socialismo francês atual não partilha do neoliberalismo da ‘terceira via’? Porque são mais ideologicamente influentes e coerentes?

Todos os socialistas que tomaram o poder recentemente na UE eram partidários do ‘novo trabalhismo’, a terceira via que se demonstrou via única para o pensamento único neoliberal, tais como Portugal, Espanha, Grécia, o frágil e raṕido governo da centro-esquerda italiana, etc. Mas os próprios pais ideológicos rejeitaram o ‘neoliberalismo vermelho’ com a eleição de Ed Miliband (contra todos os prognósticos). Isso abre o leque para um novo ciclo do socialismo europeu, já francamente em oposição ao neoliberalismo – e não há melhor país para iniciar tal ciclo do que a França, convenhamos.

Porém, para a nossa inconsciente direita, nada disso é verdade, pois mais uma vez, para nossa direita que apostava tudo na condenação sumária de Strauss-Kahn, tudo que ocorrera nesse episódio nada mais foi do que um socialista sendo vítima da moral socialista de uma imprensa anti-socialista. Se você cair nessa, eles apenas vão brindar e dizer: ‘pegamos mais um otário’.

Anúncios

Written by ocommunard

2 de julho de 2011 às 11:58

Publicado em Reflexão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: