Communard

Políticas, economias e ideologias

Revista Veja e o preço de seu pseudo-jornalismo

with 6 comments

A revista Veja reportou com toda pompa e circunstância em 18/02/2011 que o “G20 começa em meio a indefinições e discordâncias”* para para em apenas 24h declarar estupefata que “G20 termina com acordo surpreendente”**. Qual foi a surpresa? Está detalhadamente descrito no subtítulo: “A despeito das divisões internas, grupo obtém consenso sobre indicadores para medir desequilíbrios da economia, commodities e cesta de moedas”.

Se houvesse um rasgo de honestidade da revista do José Serra, o título seria: a despeito de nossas espectativas e desejos, esse G20 dos emergentes, que nós odiamos por ter sido um dos legados do governo Lula, foi um sucesso retumbante!

O primeiro título não deixa dúvida não só sobre sua pretensão premonitória, mas sua vontade manifesta. Para o Semanário Oficial da ultra-direita brasileira, o G20 nunca será aceito por ter tido em sua gênese a assinatura de Lula, o objeto de seu ódio, o operário que não só teve a petulância de alcançar o poder da “elite da elite”, mas teve a ousadia de realizar o governo mais popular da história do país. Isso é realmente imperdoável para eles.

E qual é o preço de um pseudo-jornalismo como esse? Para os leitores é certo ser um preço bem maior do que o de R$ 8,90 ou o tempo perdido em lê-la. Mas para os jornalistas desta revista de baixíssima qualidade, é um preço muito alto ser constrangido a seguir uma linha editorial que o coloca em tal situação constrangedora, a maioria que permanece acaba caíndo no cretinismo ou aceitando sua condição de dejeto moral. Que o diga a Ana Clara em Paris! Pobre Ana Clara!

Até quando, servo-jornalistas do PIG, enterrão calados os seus princípios? Até quando pagarão tão alto por um jornalismo tão baixo? Até quando se permitirão ser escudo humano para a escatologia política de um só homem, José Serra? Será que seus salários valem tudo isso? Será que se ganhassem 10 vezes mais do que ganham, seus salários valeriam tudo isso? Há dinheiro no mundo que pague por isso?

Quando no fim da noite, aos pedaços, levanta os olhos para o espelho do banheiro, lavando suas mãos sujas… suas consciências de assalto, não os denuncia em silêncio? Raskólnikov, suas mãos continuam sujas, suas consciências continuam como suas mãos.

Anúncios

Written by ocommunard

19 de fevereiro de 2011 às 17:42

Publicado em Reflexão

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. O ex-presidente Lula deixou de trabalhar em 1972, quando começou a fazer parte da diretoria executiva do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Portanto, quando se elegeu Presidente da República, em 2002, já deixara, há muito tempo, de ser operário. Hoje, ele, e sua família, fazem parte da elite de olhos azuis que ele sempre combatera. Há pouco tempo o ex-presidente Lula se hospedou em um hotel na Praia de Copacaba, no Rio de Janeiro, ocupando a suíte imperial, cuja DIÁRIA CHEIA é de R$ 9.352,50. Um operário levará mais de 17 meses de árduo trabalho para receber essa diária – no caso desse trabalhador receber o salário mínimo de R$ 545,00, concedido pelo Executivo.

    Lula deveria, ao escolher essa suíte imperial, lembrar-se de que o seu partido (PT) e a base aliado do Governo, impuseram um salário mínimo de R$ 545,00 ao trabalhador brasileiro, quando poderiam conceder um outro de R$ 560,00. Essa diária de R$ 9.352,50, paga em um hotel, é um desrespeito a todos os trabalhadores e, principamente, àqueles aposentados que recebem os seus benefícios, acima de um salário mínimo, que foram enganados por ele, quando lhes prometera recompor suas perdas salariais, cuja promessa nunca foi cumprida.

    j. araujo

    22 de fevereiro de 2011 at 15:36

  2. Em suma, para você ele deveria continuar na miséria para provar que tem compromisso com os trabalhadores e os mais pobres, compromisso esse que ele provou com a grande ascensão social, geração de empregos e diminuição da desigualdade social. Que bom que ele teve melhoria de vida, isso prova que não só teve sucesso político na vida, mas também sucesso econômico.

    Em suma, para você ele deveria permanecer pobre e não ter acesso a nada que cabe a um presidente da república. Ele não entrou na política para defender a pobreza (isso é franciscanismo), ele entrou para combatê-la!

    O Communard

    22 de fevereiro de 2011 at 16:10

  3. E que sucesso econômico, hein! Pagar R$ 9.352,50 em uma diária, numa suíte presidencial, não é para qualquer um. Parece-me que o ex-sindicalista Lula ganhou em alguma loteria ou foi o PT quem pagou essa suíte imperial. Não entendo o socialismo pregado aqui no Brasil, em que um partido governante (PT) paga, de diária, R$ 9.352,50 a um de seus membros para se hospedar em um hotel, enquanto imponhe um salário mínimo de R$ 545,00 a um trabalhador que precisa trabalhar mais de 17 meses para receber a mesma quantia de R$ 9.352,50.

    Já não se fazem mais socialistas como antes. Após a fundação do PT por parte da Igreja Católica, intelectuais de esquerda e por um punhado de sindicalistas, o Lula nunca andou na miséria (se é que andava). Viajava por todo o país com as sua despesas sendo pagas pelo PT (era o seu presidente nacional). Tomava uísque e vinho importados e se hospedava nos melhores hotéis. Agora sim, ele pertence à elite que ele sempre combatera. “Mas ele merece, por tudo o que fez pelo Brasil”, dirão os seus seguidores. Gostaria de saber a opinião de Marx, se vivo fosse, sobre esse assunto de suíte imperial.

    j. araujo

    22 de fevereiro de 2011 at 17:36

  4. Está confundindo franciscanismo com socialismo, não há nenhuma contradição nisso a não ser na sua cabeça. Se o partido consegue pagar tão bem a seu maior líder, coisa não muito diferente com qualquer outro partido grande como PSDB e DEM, não quer dizer nada mais nada menos do que Sucesso, algo que os micro-partidos não podem oferecer. Socialismo não prega a pobreza, caridade e humildade, isso é o cristianismo. Prega a distribuição da riqueza, a melhoria da classe trabalhadora, e isso ele conseguiu como ninguém.

    O Communard

    22 de fevereiro de 2011 at 18:29

  5. Eu não me referi, em nenhum momento, que se deva adotar a pobreza, caridade e a humildade como forma de socialismo. A melhoria da classe trabalhadora deve vir de um conjunto de doutrinas que se propõem promover o bem comum , transformando a sociedade e as relações entre as classes sociais, isto é, mediante a alteração do regime de propriedade.
    A distribuição da riqueza, a melhoria da classe trabalhadora, como o sr. disse, só poderão acontecer mediante a eliminação das próprias classes sociais. O PT, como os demais partidos de esquerda, se desviaram de suas propostas socialistas citadas acima. Torno a repetir: um partido governante que paga R$ 9.350,50 de dária para um de seus membros, em uma suíte imperial de um determinado hotel, enquanto um trabalhador, que ganha um salário mínimo, tem de trabalhar 17 meses para receber essa quantia, está brincando com o velho Marx. Tá ou não tá?

    j. araujo

    22 de fevereiro de 2011 at 19:41

  6. J. Araujo. Primeiro, se você se informar razoavelmente sobre a renda da chama classe A que ganha na escala de milhões ou de centena de milhares, perceberá que sua indignação é completamente ingênua, mais uma vez repito, não assombra dentro do padrão. Segundo, me diga outro governo que tenha alcançado dados melhores em distribuição de renda, geração de emprego e diminuição da miséria. Se você quer o socialismo que você considera de Marx ou de algum outro, é uma outra questão, mas o compromisso do governo do PT com os trabalhadores está manifesto concretamente na vida dos trabalhadores e nos indicadores sociais.

    ocommunard

    23 de fevereiro de 2011 at 11:34


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: