Communard

Políticas, economias e ideologias

Ah se nossa direita fosse como a direita deles!

leave a comment »

O problema de uma direita colonizada é que ela não tem projeto nacional, apenas um projeto anti-nacional. Isso se deve a moral do exemplo. Não se submeter ao mais poderoso nas relações internacionais dá um mal exemplo de insubordinação as classes baixas na esfera nacional, na ótica da burritzia da direita colonizada, se trata de um mal exemplo externo para o público interno.

Em verdade no Brasil não temos uma “direita” propriamente dita, nem liberal nem autoritária. No Brasil a direita não tem ideologia, nem partidos, tem interesses. É certo que um partido nada mais é do que a institucionalização de uma comunhão de interesses e a ideologia nada mais é do que a expressão ideal dessa comunhão de interesses, mas nossa direita não é tão civilizada a esse ponto. Enquando a direita prática apenas quer dinheiro, a direita teórica apenas quer conservação (uma não-mudança, seja ela qual for, quer a fixidez).

Depois de passarem diversos anos tentando provar por a+b que só existe democracia aonde há liberalismo econômico, sequer piscaram os olhos ao passaram ao lado da ditadura egípcia, uma ditadural neoliberal clássica, aos moldes de Pinochet. Nossa elite não tem ideologia, no máximo carrega alguns medos que a direita ideológica gosta de tentar atiçar para mobilizar a elite. Mas não há ideólogos orgânicos da direita, há apenas jornalistas direcionados por mídias manipuladas pela CIA, como comprovou o WIkileaks, que tentam manipular a verdadeira elite econômica através de terrorismo psicológico, tentando espalhar aquile medo típico do século XIX que Marx definiu como “espectro vermelho”.

Hoje em dia essa manipulação se torna um pouco mais frágil, mesmo que no Brasil 99% do espaço midiático esteja completamente monopolizado por essa direita ideológica. Isso porque o neoliberalismo é um fracasso que estão arruinando as economias, e o anti-neoliberalismo é um sucesso aonde ele é praticado. E também porque as convicções democráticas da direita não suportam 1 dia sem ser fraudada por alguma defensa autoritária ou ditatorial.

O mérito da democracia não é colocar no poder a classe trabalhadora pelo simples fato de ser a classe majoritária, como coloca Engels, o mérito da democracia é possibilitar que a direita realize com completa transparência todas as suas contradições políticas e econômicas, e assim, se desmoralize. Contradição essa que é o fundamento da crítica socialista. E asssim, como resultado dialético dessas contradições imanentes, a classe trabalhadora alcança o poder através de algum partido de esquerda. Isso quando em uma democracia representativa, nos outros casos vai muito além disso.

Um dos jornais que mais reiteradamente elogiam a economia brasileira é um jornal de direita, mundialmente famoso The Economist. Isso talvez prove para alguns que o governo não seja de esquerda, o que é falso considerado a diminuição recorde da desigualdade social, mas com certeza significa que a direita nacional está muito aquém da direita que ela tão colonizadamente se submete, exalta e macaqueia.

A direita das metrópoles tem projeto nacional, tem algum apego a democracia, aceita o direito de ser contraditada, não se sente ameaça quando há mobilização social, não despreza a ascensão das massas, não abomina a igualdade social. A direita deles não tem medo de ter um Estado muito maior do que o nosso, mesmo defensores que são do estado mínimo. A direita deles buscam genuinamente, de modo ainda que estrábico, seus únicos defeitos são justamente a crítica da direita nacional: nacionalismo e populismo. Isto é, a direita nacional é tão atrasada que enxerga os valores da direita da metrópole como sendo um esquerdismo radical terceiro-mundista,  e acreditam que a defesa do obscurantismo anti-abortista é o caminho da modernização.

Lamentável verdade, por isso, nesse momento, me volta o sentimento de grande alívio por José Serra não ter ganho as eleições.

Anúncios

Written by ocommunard

5 de fevereiro de 2011 às 16:34

Publicado em Reflexão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: