Communard

Políticas, economias e ideologias

Mercadante, a última chance da vitória…

leave a comment »

A incapacidade dos programas eleitorais de Mercadante é tal, e digo isso comparando com todos os outros programas eleitorais de candidatos majoritários, inclusive o do meu estado Ceará, que a única conclusão minimamente razoável que tiro sobre o ’marketeiro’ de Mercadante é que ele com a mais absoluta certeza ou é um completo débil mental lobotomizado em estado de embriaguez ou é um fanático anti-petista infiltraldo sabotando desesperadamente sua campanha. Não há outra possibilidade frente ao monumental fiasco na comunicação da campanha de Mercadante no horário eleitoral.

Mercadante perde a cada dia a maior oportunidade da centro-esquerda em vários anos de derrotar o demotucanato em seu ninho! Um preço alto que os trabalhadores paulistas e brasileiros terão de pagar com a permanência do golpismo midiático.

Quando falo ’marketeiro’ falo com já muita má vontade, porque minha convicção é que são ótimos para plebeizar e esteriotipar, seja a direita, seja a esquerda. Não sou contra uma equipe de técnicos que saibam transformar em audio e vídeo uma mensagem, o problema é quando querem se apropriar da própria mensagem que deve ser monopólio inalienável do partido, pois é a sua identidade. É a direita que tem que mascarar sua identidade elitista como necessidade inapelável. Um marketeiro não pode devassar a identidade de um partido de esquerda sem que prejudique profundamente seu maior patrimônio: a própria identidade do partido.

É possível salvar o jogo nos 30 minutos do segundo tempo? Não sei. Impossível com a mais absoluta certeza não é. Pelo contrário, se a maioria dos paulistas já votam em nível federal em uma petista, mesmo contra seu ex-governador altamente bem avaliado, porque não votariam em Mercadante? O problema é que, pelo que pude ver nos debates e na tv, Mercadante é o rei das vacilações; todos esperamos dele ênfase, ousadia e coragem, é tudo que ele evita. Eu aconselharia imediatamente:

1. Dá um pé na bunda bem dado no merketeiro e toda equipe de comunicação da campanha de Mercadante;

2. Usar o mesmo marketeiro de Dilma (usando o cachê do ex-marqueiteiro do Mercadante para complementar o novo serviço) que é excelente naquilo que dever ser: do ponto de vista técnico. Mesmo que para mim erre em não ressaltar o prestígio internacional, a popularidade nacional e a dimensão histórica das conquistas do governo, e errar feio no populismo que é altamente despolitizante: o herdeiro do populismo de esquerda getulista foi o populismo de direita de Jânio Quadros. A médio prazo o populismo é auto-destrutivo para a esquerda! Mas com certeza o marketeiro de Dilma é infinitamente melhor por agregar ao invés de sabotar.

3. E pelo o amor de deus! pára com esse discurso minguado de ’me dê uma chance”! O tucanato está a 16 anos instalado em São Paulo e o Mercadante quer ganhar com esse discurso ’é bom, mas pode ser melhor’??? Um discurso desse só pode vir de alguém que quer desesperadamente não vencer.

4. O grande mote da campanha de oposição ao demotucanato paulista deve ser a argumentação sobre o tema dos 16 anos de absolutismo tucano no Estado para denunciar:

a) a falta de alternância, o que os tucanos sempre lembram contra o PT;

b) a inpossiblidade política dos tucanos prometerem qualquer solução para os problemas graves(saúde, educação e segurança) pois já tiveram tempo suficiente para resolvé-los e não resolveu;

c) o calhamaço infindo de imagens contundentes nesses 16 anos de tragédia tucana: PCC, greves, repressão, miséria, descaso, violência, etc. Todos os males de São Paulo são produto direto do tucanato, pois governam a um tempo indesculpável e que não podem alienar a responsabilidade a nenhum governo anterior!

d) Sobretudo, o fracasso tucano, se em 16 anos não fizeram, porque fariam em 4? E citar o exemplo de Lula, o Brasil ousou ao escolher Lula, e hoje colhemos os frutos. Ousadia, esperança e mudança, foi isso o que o Brasil fez com o Lula e hoje é um país tão melhor que até a oposição quer se colar no Lula. O Mercadante deve usar esse exemplo para se mostrar como alguém que fará em São Paulo o que Lula fez para o Brasil.

e) Denunciar, sem vacilações, a compra da imprensa por meio dos governos tucanos através das aviltantes verbas publicitárias, fartamente documentadas. Sem isso será um refém da cumplicidade corrupta da mídia com o tucanato, se fizer isso, forçará a mídia pró-Serra a pegar leve ou a exagerar. Nos primeiro caso terá um ambiente mais equilibrado na mídia, no segundo caso terá a prova empírica de sua denúncia, dará o máximo de objetividade a sua denúncia.

5. Tecnicamente a produção do programa é pior do que o do Tirica, e não estou exagerando. É ruim, não convence, não emociona, não empolga. Ruim, absolutamente ruim. Não há nenhuma qualidade.

6. Concentrar os recursos do PT nacional em São Paulo, já que Dilma está virtualmente eleita, e já que lá é o calcanhar de aquiles da campanha. Se a campanha vencer fortemente no Estado aonde a oposição é mais forte e também é o maior ’colégio eleitoral’, significa que a vantagem nos outros estados alcançou índices ainda maiores. Claro, os outros estados não podem ser em nenhuma hipótese abandonados, jamais.

7. Se Mercadante não for a grande mudança, não for o adversário implacável, não for a grande esperança, em suma, se sua mensagem não convencer, empolgar e emocionar; então, me desculpe, vai ser difícil até para um petista votar em você. Sua campanha deve ser o extremo inverso do “mais do mesmo”, linha distante do “tá bom mas pode melhorar”. É exatamente a mesma linha fracassada de Serra, de querer evitar oposição ao Lula. Não confunda a forte popularidade do Lula construída apesar da mídia, com frágil popularidade do Serra construída pela mídia.

8. Chamar o Ciro Gomes para ser a ponta de lança da campanha de Skaf, para desconstruir definitivamente a imagem midiática de bom gestor do tucanato.

Que azar de São Paulo e do Brasil que Ciro Gomes não tenha aceito ser candidato pela centro-esquerda em São Paulo. Mas para São Paulo ainda desejo sorte e ainda tenho esperança. O Brasil precisa que São Paulo nos livre do pernicioso, cretino e elitista demotucanato. Nós no nordeste, que éramos o maior reduto deles, nos livramos com muito esforço, coragem e dificuldade, vocês nem imaginam o quanto! Agora cabe a vocês paulistas. O que tememos é o fato de São Paulo ser um ninho poderoso o suficiente para ressucitar a direita que devastou cruelmente o nordeste durante 500 anos com coronelismo, miséria e autoritarismo.

Paulistas, façam o favor a si mesmos e ao país, nos livrem desse ninho do atraso.

Anúncios

Written by ocommunard

10 de setembro de 2010 às 14:11

Publicado em Eleições

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: