Communard

Políticas, economias e ideologias

Imprensa vs Internet : o twittaço #DilmaFactsByFolha

with 2 comments

Dispara nos Trendings Topics do Twitter mais uma dos geniais combates culturais dos internautas contra os feudos midiáticos no Brasil. É o #DilmaFactsByFolha. Notícia censurada em todos os jornalões da direita até agora. É um protesto contra a permanente campanha de desinformação contra a candidatura Dilma e a favor de Serra nos meios de comunicação privados. A manifestação no twitter, como sempre marcado pelo humor inteligente, trata de ironizar a linha editorial do jornal que prega uma acusação sem limites contra a candidatura da centro-esquerda, o Folha de S. Paulo. Jornal onde Serra já foi editorialista.

O fato que comprova que o Instituto Millenium(também conhecido como PIG), aonde os conglomerados midiáticos brasileiros militam, de fato representa um cartel ideológico-político aonde censuram, distorcem e fabricam factoides para beneficiar seus candidatos e difamar seus adversários ideológicos: a centro esquerda.

Como se prova a tímida cobertura sobre o caso de prisão de um militar ligado a tucana Yeda Crusius do PSDB/RS, enquanto associam com estardalhaço a candidata centro-esquerdista Dilma um escândalo que surgiu antes de ela sequer ser escolhida pré-candidata, sugerindo que uma candidatura cujas pesquisas todas indicam uma vitória folgada em primeiro turno, estaria interessada em prejudicar uma candidatura que em todas as pesquisas vêm caindo.

O  #dilmafactsbyfolha carrega uma crítica poderosa as mídias de massa privadas no Brasil, a oligarquia que desde sempre vêm pregando golpes contra governos trabalhistas, de Getúlio, JK, Jango, Lula, e agora Dilma. É para manter esse controle feudal dos meios de comunicação, esse controle oligárquico, que eles se opõem visceralmente ao controle social, as leis anti-monopolistas, as restrições mundialmente praticadas contra a propriedade cruzada ou a qualquer democratização da mídia. Foi por essa razão que o candidato deles,  o então governador de São Paulo José Serra, proibiu a realização da conferência paulista de comunicação.

Eles sabem, vencer o Serra é vencê-los. Por isso não cansarão em provocar as mais bárbaras e covardes manipulações pseudo-jornalísticas para tentar emplacar o seu candidato. Vivemos um momento histórico, um momento de consolidação da transformação, e é no embate entre a velha mídia(imprensa) e a nova mídia(internet) em que o último ato dessa batalha é travado, a velha mídia é a Bastilha, derrubá-la é um ato simbólico de sepultamento completo de todos aqueles que estiveram do lado dos golpistas.

Nossas armas estão na nova mídia. Os blogs são nossas trincheiras. O twitter é ainda mais poderoso, pois nos permite unir forças e levantar um protesto que se é silenciado aqui, poderá forçar os barões da mídia no Brasil a se curvarem ao noticiário internacional ao alcançarmos o Trendings Topics mundial, como fizemos com o #CalaBocaGalvão! Podemos fazer de novo. Eleitoralmente todas as pesquisas provam que nós já vencemos, agora se trata de um ato concreto pela democratização das mídias por nós mesmos, pela própria sociedade civil. Fazer isso abrirá as portas para um governo mais audacioso contra os jagunços do Instituto Millenium (PIG).

Nossas reinvindicações devem ser:

1. Banda larga para todos como um direito público;
2. Transformar a nossa EBC em uma versão brasileira da BBC em termos de qualidade;
3. Colocar em prática as leis de restrição a propriedade cruzada como em toda UE e EUA;
4. Distribuir a verba publicitária por setores(imprensa,internet,comunitário) e empresas para combater a concentração que privilegia as grandes.

Nós somos o futuro lutando contra o passado, nós somos a mídia social cosmopolista contra mídias de massa bairristas, feudais. Nós somos as mídias nas mãos do povo, aonde cada um tem o direito e o dever de informar e ser informado, de aprender e ensinar, de refletir e dissertar, nós somos o horizonte inevitável, nós somos a modernidade implacável, nós somos o novo, e o novo é uma força irresistível, o novo vence sempre.

“Você não sente nem vê,
mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo
Que uma nova mudança em breve vai acontecer.
E o que há algum tempo era jovem novo hoje é antigo,
e precisamos todos rejuvenescer”. (Belquior)

Anúncios

Written by ocommunard

6 de setembro de 2010 às 19:09

Publicado em Contra-Informação

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Então qdo vc tiver um tempo para analisar veja esses posts sobre o tal de socilismo de mercado na China. Tão distante Foi citado o artigo abaixo no Nassif http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/30-anos-de-capitalismo-de-estado-na-china
    Retirado do artigo http://www.odiario.info/?p=1706 “Uma viagem instrutiva á China – Reflexões de um filosofo (Domenico Losurdo)

    Luiz Monteiro de Barros

    6 de setembro de 2010 at 22:57

    • Obrigado pela sugestão, quando eu tiver mais tempo irei analisar.

      ocommunard

      7 de setembro de 2010 at 5:30


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: