Communard

Políticas, economias e ideologias

O impostor e o impostômetro: comédia, farsa ou chanchada?

leave a comment »

O candidato da “elite da elite”, José Serra, em mais um episódio tragicômico que simboliza mais uma vez a decadência sem freios da direita brasileira, quis criar um “fato político” responsável pela sua suposta grande virada: o ato-denúcia dos 8 bilhões em arrecadação do Impostômetro. Percebam que está incluso aqui todas as esferas federativas(união, estado e município), mas o ato tinha intenção política manifesta de acusação contra o governo centro-esquerdista, até porque estamos falando de um candidato a presidência pela oposição. O que  era para ser uma epopéia midiática pró-Serra, se transformara em comédia quando o protagonista – o Impostômetro – travou, para logo em seguida se tornar farsa com a histeria midiática para encobrir o vexame, e em seu “terceiro ato” declamar uma típica jabuticaba de nossa direita: a chanchada ideológica anti-tributária.

O Serra acenando ao ar esperando o Impostômetro como quem espera uma virada nas pesquisas. Pobre Serra, será que ele ainda pensa que está em 2002? E de que mesmo lá ele perdeu? O Brasil mudou, e o Serra ainda vive num panorama político que no final das contas saiu derrotado.

Os comitês do Serra – Folha de S. Paulo, Estadão, Veja e Globo – correram esbaforidos para encobrir o pastelão de seu candidanto gritando e culpando a figura imaginária do hacker petista. Mesmo tendo o serrista Afif informado que a queda foi no Paraná (um estado ainda tucano). E  que os únicos ataques de hackers (que se denominaram hackers tucanos) ocorridos nessa campanha foi justamente contra o PT (salvo algumas exceções). Acho que foram os mesmos hackers tucanos que ao entrarem no site do Impostômetro, perceberam que era o governo de São Paulo e o governo de Minas Gerais, ambos, que lideravam o ranking!!!

Mas a questão é menos superficial que isso… já que isso já daria pano suficiente para muitas mangas. Não é o ato cômico de Serra com cara de bolacha ‘esperando Godot’. E nem é também o ato farsesco das mídias serristas correndo para encobrir a vergonha culpando o ‘espectro vermelho’. A questão em si é a chanchada do combate aos impostos embandeirada pelo demotucanato  e o PIG.

Qual é o partido que mais agita essa bandeira senão o DEM? E quem não se lembra do aumento do IPTU feito pelo então entitulado Taxab? E mais, quando o demotucanato estiveram na presidência a carga tributária foi de 29,46% (1994) para 35,53% do PIB (2002) e a dívida pública de 30,2% (1994) para 55,9% do PIB (2002) [1][2].

Alias, abrindo um parênteses, e o mensalão do DEM, cadê? Mesmo com prisões, videos e condenações reais! Esse não existe para o PIG, mas o mensalão do PT de 2002 que levou o Roberto Jefferson a perder o mandato por não ter provas, esse sim é recozido todos os dias no caldeirão difamatório do PIG.

Sobre a hipocrisia do tema da carga tributária, FHC chegou a afirmar quando questionado sobre a expansão dela em seu governo: “Ué, distribua melhor. Como vai ter um Estado moderno, em um país pobre, sem tributo?” [1]

Heim? Mesmo com tal declaração, mesmo de fato tendo aumentando bem acima do governo Lula a arrecadação, gasto e carga tributária: é contra o Lula que o PIG grita [3]. A intenção deles é fazer uma espécie de bloqueio econômico interno do tipo que faz o EUA contra Cuba; para assim, levar o governo sem recursos para um retumbante fracasso, para enfim implodir o governo esquerdista, derrubar o operário no poder. Mas isso falhou tanto em Cuba, aonde há o bloqueio, quanto no Brasil, aonde o bloqueio não funcionou. Quem é o Serra para usar o impostômetro como ato político quando no site do Impostômetro é justamente no estado aonde os tucanos governam a 16 anos é líder no ranking? Governo que ele governou! Com isso, só restarão duas saídas: ou afirmar que quanto maior o PIB, maior a arrecadação… esvaziando a crítica do impostômetro e a transformando em elogio. Ou terão que ir para a carga tributária, aonde o FHC leva uma surra do Lula. Por isso, para o PIG, só lhe resta o apelo a burrice, a ignorância e o fanatismo.

A crítica ao gasto é ainda mais idiota. Se um maior gasto de governo representa uma gestão pior, então a UE e os EUA a vários séculos são muito piores que o Brasil, piores que qualquer país africano, piores até mesmo que o arrasado país de Honduras. Claro, um governo gasta o que arrecada, e arrecada o que tem (PIB). Aí de novo caímos na carga tributária, e nesse quesito o governo Lula vence FHC e o pedagismo do Serra, isto é, o pedágio é o modo escamoteado de Serra aumentar a carga tributária.

Afora o cinismo reacionário, é fato que não temos uma carga tributária de país desenvolvido, e se quisermos se transformar em um teremos de ter. Um modo de retardar esse fato incontornável seria aumentando a arrecadação com um crescimento robusto, assim, aconselho aos capitalistas se quiserem continuar vivendo em um país com inclusão social sem revolução, que não percam o seu tempo com babaquices como o impostômetro, mas participando proativamente no CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico Social) com propostas concretas para estimular o crescimento econômico brasileiro.

Capitalistas, esse é o chamado trabalhista: enriqueçam com um país mais rico, não com um Estado mais pobre! E se quiserem arriscar seu futuro apostando nas conspirações golpistas de Serra no “Clube da Aeronáutica” ou Gilmar Mendes, ou PIG, assumam as conseqüências irreversíveis de tal ato. A consciência trabalhista já foi plantada, ela permanecerá como trabalhista ou avançará como socialista. O trabalhismo, mesmo com suas claras limitações, é a única via socialmente pacífica para o desenvolvimento do Brasil, isto é fato tanto no trabalhismo clássico quanto o neotrabalhismo petista.

Ficar calculando a arrecadação e confundir com carga tributária é coisa típica do cinismo tucano que está nessas eleições em vias de extinção.

[1] http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI1547300-EI6579,00.html
[2] http://www.newton.freitas.nom.br/artigos.asp?cod=65
[3] http://portalexame.abril.com.br/economia/noticias/lula-defende-carga-tributaria-brasil-565818.html

Anúncios

Written by ocommunard

31 de agosto de 2010 às 14:55

Publicado em Eleições

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: