Communard

Políticas, economias e ideologias

O Serra e o BC

with one comment

Serra fez uma declaração corajosa numa entrevista com a Miriam Leitão, em que afirmava que se eleito não teria uma relação de intocabilidade em relação ao BC. A bem da verdade ele não foi além de criticar a pretensa infabilidade do BC e sugeriu que se este estivesse errado sobre os juros, haveria uma decisão contrária direta do presidente Serra, algo não pronunciado, apenas sugerido. Ele foi corajoso ao criticar que os que tomam a decisão não foram eleitos, colocando em destaque o cerne da questão: O BC tem um poder político ilegítimo e apresenta a contradição entre a democracia(eleitos) e o mercado. O fato é que o BC foi privatizado da forma que poderia ser, a autonomia.

O que é ela, a autonomia do BC? Você cria uma equipe(Copom) com pessoas “do mercado”, no período FHC, e coloca na presidência outra pessoa do mercado. A bolsa de valores é a “sociedade civil” desse “governo bancocrático”, a função da mídia é avalisar esse governo para o resto da “ralé” que não participa desse regime, conferindo uma aura técnica em seus erros e uma aura sagrada em sua intocabilidade.

Se o Serra fosse um pouco mais corajoso e defendesse a redemocratização do BC, a abolição total e irrestrita da autonomia do BC, ele teria o meu voto. Porque sei que não há nenhum outro na esquerda que ousaria tanto. A centro-esquerda brasileira precisa pisar em ovos para se manter no poder por conta do sitiamento midiático permanente. Já o Serra sabe, a Mídia está na mão dele, pois se não estiver, com quem a mídia elitista vai contar? Que candidato viável ela terá? Aí, a única esperança da mídia-elite seria correr atrás de um novo Collor.

Anúncios

Written by ocommunard

17 de maio de 2010 às 13:31

Publicado em Economia

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Sobre ser eleito e governar contra o cerco midiatico ou os socios Serra/midia/mercado/bancos prefiro votar em Dilma sobretudo. Vj c/ Lula houve diminuição na desigualdade de renda familiar. Quem estava passando fome, ideologia não nutre. Com Dilma aprofundaremos um equilibrio trabalho capital este ainda hegemonico.É um Davi a banda larga versus Golias midiatico. Outras alternativas surgem. Sul21 e Centro EMA Barão de Itaratré. MSM Eduardo Guimarães, Voce….Eu..

    Luiz Monteiro de Barros

    22 de maio de 2010 at 18:29


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: