Communard

Políticas, economias e ideologias

Eleições 2010 na Guerrilha da Internet

leave a comment »

Quando vemos a centro-direita demotucana, que já monopolizam todos os meios de comunicação a seu favor, que vão usar ativamente as mídias sociais da web e todos os seus meios na batalha eleitoral, vemos a relevância que esse meio de comunicação, que está pondo em cheque os próprios meios de comunicação tradicionais que hoje apoiam o demotucanato, chegar a seu ápice.

Há toda uma literatura delirante escatológica da direita na “interpretação” da vitória de Lula em 2006 em pleno escombros do escândalo do mensalão, cujo superou. Quem viveu aquela campanha sabe que houve três fatores fundamentais: primeiro, o nível de agressividade da mídia no escândalo do mensalão dispertou a sociedade sobre a verdadeira motivação daquela mídia, isso em um país que já havia assistido tantos escândalo da era FHC. Segundo, a riqueza do argumento governista em demonstrar seus êxitos  se constratava com a pobreza do argumento oposicionista, que de tão pobre, respondia com as mesmas acusações mesmo quando eram respondidas. Terceiro, a internet(através de emails circulares), que complementava o argumento da campanha governista, sobretudo em razão das limitações de uma campanha tão tradicionalmente marketeira. Quarto, eu citaria o excesso de carisma do Lula em oposição ao excesso de antipatia de Alckmin.

Em 2010 há muito menos corrosão desses escândalos, que de tão repetitivos e vulneráveis, se banalizou dentro da parcela da sociedade que ainda achava algum fundamento real nas denúncias além da mera tentativa de derrubar o governo. O candidato oposicionista também é frágil, ainda que bem menos lastimável que o ultra-conservador Alckimin e bem menos monótono. Por outro lado, a liderança governista é uma aposta arriscada, um nome que pela primeira vez enfrenta uma batalha eleitoral, ainda que experiente em outras batalhas. No terceiro ponto também haverá mais equilíbrio, já que o demotucanato já declarou que usará e abusará da internet como ferramenta da campanha. Do modo mais vil, comprando falsos opinadores. No quarto, no que condiz ao carismo, é também equilibrado.

Em 2010 a centro-esquerda tem de estar ciente da necessidade de fazer uma grande base parlamentar e isso já foi declarado como parte da tática por José Genuíno. Isso é fundamental para passar as reformas fundamentais, desde que essas sejam aplicadas logo após a vitória, canalizando assim toda a força da vitória eleitoral para as grandes reformas. Sabendo que a maior barreira do governo Lula foi a fragilidade da base parlamentar da centro-esquerda, sobretudo, no Senado. Porém esse ano 2/3 do Senado será renovado, essa é a oportunidade.

A internet é uma guerrilha, tal como a guerrilha ela é descentralizada, ágil, quase que impossível de ser combatida por exército regulares (meios de comunicação tradicionais). Ela está em blogs, emails circulares, em comentários das reportagens dos próprios jornais tradicionais em sua versao online, em noticiário progressista, etc. No entanto, toda guerrilha necessita de guerrilheiros. Dilma já conclamou aos militantes a participarem da batalha eleitoral na internet. Isso é fundamental, sobretudo quando a centro-direita já demonstrou que entrará em nosso terreno.

Anúncios

Written by ocommunard

15 de março de 2010 às 11:26

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: