Communard

Políticas, economias e ideologias

Entre os rincões e os grotões : um caso sociológico da gramática

leave a comment »

O tucanato se espalha pelos grotões enquanto o petismo conquista todos os rincões. Essa frase se tornou um caso sociológico. Uma vez um tucano acusava o PT por agora estar sendo aquilo que antes criticava no tucanato, o PT estava vencendo nos grotões, isto é, para ele, vencendo na periferia, nas camadas mais pobres. Esse culto e iluminado tucano, sedento de vaidade verbal, traduziu grotão por seu oposto, grota( se pronuncia gróta), palavra regularmente dicionarizado, significa sujeito de alta classe social. Inclusive, essa ideologia lexical tucana se encontra na internet num tal de “dicionario informal”. No entanto, a sonaridade “cavernosa” da palavra, para ele, não podia representar a fina alta classe a que pertente, somente a baixa, a cavernosa classe dos miseráveis, segundo ele.

No mesmo rumo temos o termo “rincões”, outra afirmação que não me lembro de onde saiu, acusando que o PT atual vencia agora em todos os rincões do país e que isso seria incoerente com sua história de partido popular. O desavisado emplumado, provavelmente um jornalista, não me lembro, não se deu ao trabalho de visitar o “pai dos burros”, ele mesmo um filho legítimo deste. Rincões significa “lugares afastados”, isto é, rincões nada tem a ver com “ricões”(grandes ricos), mas tudo que seja afastado de um centro(periferia, sertão, norte, interior, etc).

Claro, todas essas afirmações, corrupções semânticas e ignorância lexical não sobrevive a um sopro sequer dos fatos. O significado real das palavras se encontraria nas estatística das urnas e das pesquisas de opinião.

A que ponto chegamos quando a direita, que se refugia na grande mídia deturpa e manipula até mesmo a semântica! É um sinal claro de decadência ou demência, ou ambos… Me orgulho de ser de um povo que ignora com impressionante resistência essa patota ideológica desesperada, onipresente, porém, impotente frente a consciência crítica do trabalhador brasileiro. Achavam que podiam no bovinizar, e agora… mal conseguem suportar o significado real de uma palavra que lhes parece dissonante.

Isso me lembra o caso de Chavez, que recebeu um “cala a boca” do rei da Espanha. A grande mídia, defensora hipócrita da liberdade de expressão, achou mais sensacional um monarca que nunca recebera um voto sequer, censurar a fala de um presidente eleito que acusava a Espanha de ter sido o único país, depois dos EUA, de ter apoiado o governo golpista que o derrubou (os golpistas ficaram pouco tempo, pois o povo venezuelano foi para as ruas exigir o retorno de Chavez).

Mas os rincões já venceram os grotões… para deleite estético e desespero político de certos iluminados emplumados preguiçosos de consultar ao próprio pai.

Anúncios

Written by ocommunard

2 de março de 2010 às 12:55

Publicado em Cultura, Humor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: